III BIENAL INTERNACIONAL DO LIVRO DO AGRESTE

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

MEMÓRIAS DE GARANHUNS: DR. OSÓRIO SOUTO, JOSÉ WOSTON, QUATI E GALIL MANSUR

















Encontro de amigos em Garanhuns década de 50: Em pé da esquerda para direita: Antonio Vicente, Moisés (Chefe da Estação Ferroviária), Manoel Souto, Tenente Mandú, Roboão (Oficial de Justiça). Sentados: Santino José de Oliveira, Dr. Osório Souto e José Rocha.

por Massillon Falcão

O Dr. Osório Pinto da Silva Souto (Dr. Osório Souto),   nasceu
em 9 de julho de 1880. Formou-se em odontologia em Salvador capital da Bahia em 1911, sendo considerado o dentista mais velho do Brasil. Foi um grande defensor do socialismo. Faleceu em 4 de março de 1982 com 92 anos de idade, pertencia a tradicional família Mochileira.

José Woston.
Foto: Massillon Falcão.
Quem não lembra do querido Woston "José Woston Burgos", o gordo das revistas usadas em Garanhuns que começou a vender as mesmas em 15 de maio de 1950 na Avenida Santo Antonio, sendo o mais antigo no ramo naquela época.

No dia 5 de junho de 1980 quando houve a explosão das barracas de fogos onde morreram 4 pessoas o mesmo perdeu todo o seu acervo de revistas e livros. Várias raridades foram perdidas naquele dia, entre elas: Romances, Revistas, Livros, Folhetos de 1910 e um grande estoque de gibs; Guri, Jene Autri, Tarzan, Roi Rogeres, Buk Jones, Mandrak e diversos romances e livros.

O Sr. Woston trabalhava no box 14 "Box Padre Cicero", hoje colunata. Sr. Woston viajava 4 vezes durante o ano para o Juazeiro do Padre Cicero sendo um daqueles romeiros fervorosos. Sempre quado viajava ao Juazeiro trazia em sua bagagem várias estátuas do Padre Cicero e Nossa Senhora das Dores. o Sr. Woston um homem simples e muito querido em nossa cidade, fica a nossa lembrança em sua saudosa memória.

Fotógrafo Quati.
Foto: Massillon Falcão.
Quem não lembra do antigo "Lambe-Lambe", aqueles fotógrafos que tiravam fotos no meio da rua. Aqui nos tínhamos o fotógrafo conhecido por "Quati" que tinha ponto em frente ao Antigo Cine Jardim. Em 1980 meia dúzias de fotografias custava 30 cruzeiros.

Em junho de 1980, faleceu o mais antigo mascate de Garanhuns, com 81 anos faleceu o Sr. Galil João Mansur, o mais antigo comerciante ambulante da região. Era de nacionalidade Síria vindo para o Brasil muito jovem. O mesmo vendia: tecidos, giletes, navalhas, alpargatas e pomadas para mordidas de cobra.