Wednesday, October 26, 2016

VIAGEM ICONOGRÁFICA AO PASSADO DE GARANHUNS: O ÚLTIMO TREM DE GARANHUNS

O último trem de Garanhuns.



Com a desativação da estrada de ferro, Garanhuns
 começou o decesso que se estendeu inclusive a outras
 perdas significativas.


Raimundo de Moraes.


O último trem de Garanhuns deixou a cidade em 19 de novembro de 1966. Foi-se na tristeza de umas poucas pessoas que assistiram à partida. O gremista (Grêmio Cultural Ruber van der Linden), Raimundo de Moraes, ainda subiu num tamborete e improvisou discurso de protesto pela perda.

Diferente da chegada do trem em  1887 com grande festa e presença de destacadas autoridades do País. Esta chegada representou para Garanhuns e região grande avanço econômico possibilitando o transporte de gado, de mercadorias, de cereais e de pessoas.

Pode-se considerar o primeiro grande marco do progresso da cidade, como foi o da segunda agência, em Pernambuco, do Banco do Brasil. Isto em 1923, quando já se sentia o avanço agrícola e econômico. A perda do trem deu-se quando era Ministro da Viação O General Juarez Távora. Com a desativação da estrada de ferro, Garanhuns começou o decesso que se estendeu inclusive a outras perdas significativas. A história registra com pesar, estas fotos que documentam o abalo sofrido.
Fonte: Jornal "O Século" de maio de 2015.

No comments:

Post a Comment