The 3 Week Diet

segunda-feira, 6 de junho de 2016

O MEU PASSADO












Marcondes Tavares

Minha vida parou quando eu parei 
No batente da casa abandonada 
Onde um dia já foi minha morada 
Senti tanta saudades que chorei 
Quando vi o terreiro em que brinquei 
E o alpendre onde eu ficava sentado 
Uma mão segurando um peixe assado 
E noutra mão a tigela de polenta 
Cada cena passando em câmera lenta 
Na reprise do filme "O MEU PASSADO".
Me lembrei do chiqueiro de galinha 
Do boi manso e o cachorro trigueiro
Do moinho, pilão e candeeiro 
E da cuia de pai medir farinha 
De um girau no terreiro da cozinha 
Fogo a lenha e telhado fumaçado
Um bule de café bem requentado 
E um papeiro com leite de jumenta
Cada cena passando em câmera lenta 
Na reprise do filme "O MEU PASSADO".
Fonte: https://www.facebook.com/Meu-Nordeste-em-Poesia-1099143863474340/?fref=ts

Nenhum comentário:

Postar um comentário