Tuesday, April 5, 2016

SAÚDE DE GARANHUNS PASSA A OFERECER DISPOSITIVO INTRA UTERINO








Por Ruthe Santana


Mais um serviço de saúde, no que diz respeito ao planejamento familiar, será oferecido no município de Garanhuns, Agreste Meridional de Pernambuco. Desde esta segunda-feira (04), as mulheres contam com mais um método contraceptivo, trata-se da inserção do Dispositivo Intra Uterino (DIU). Além deste, as Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) já oferecem outros dispositivos, como os preservativos masculinos e femininos, pílulas e injeção anticoncepcional.

A oferta desses métodos anticoncepcionais tem a finalidade de colocar à disposição das mulheres, a escolha autônoma - de forma segura e confiável - do método mais adequado, de acordo com os diferentes momentos de sua vida reprodutiva e com seu histórico de saúde e adaptação. A partir do momento que essas mulheres recebem as informações e instruções necessárias, elas podem escolher o método de sua preferência, levando em consideração os itens citados. O planejamento familiar é um direito de mulheres, homens e casais e está amparado pela Constituição Federal, no parágrafo 7°, do artigo 226, e pela Lei 9.263, de 1996, que o regulamenta.

A mulher que estiver interessada em inserir o DIU deve, inicialmente, procurar a UBS mais próxima de sua residência, para ser avaliada pela médica ou enfermeira da unidade. Nesta avaliação, a paciente irá apresentar um exame de citologia oncótica - que tenha sido realizado recentemente - e uma ultrassonografia. A partir dessa etapa, ela será encaminhada para o Centro de Especialidades de Saúde da Mulher e da Criança de Garanhuns (Cesmuc), onde será atendida por uma equipe multiprofissional, que após ser submetida a uma nova fase de avaliação e orientações, será conduzida à médica ginecologista da unidade.

O secretário-executivo de Saúde, Harley Davidson, explica os benefícios da inserção do DIU. “O DIU é um método duradouro. Não é algo que precisa estar se preocupando todos os dias ou todos os meses, como a injeção. E ele tem uma duração de aproximadamente cinco anos, precisando apenas fazer a revisão uma vez ao ano, com o ginecologista. Além disso, é um método de longa permanência e faz com que a mulher sinta-se confortável e esteja segura, usando algo que ela pode ficar tranquila em relação à gravidez”, afirmou. Além disso, o secretário ainda enfatizou a importância do preservativo, quando se fala em método contraceptivo, por possuir uma dupla finalidade, prevenindo a gravidez e protegendo a mulher contra as doenças sexualmente transmissíveis (DST’s).
Fonte: Secom/PMG.

Nosso Blog tem um apoio Cultural de:




No comments:

Post a Comment