quarta-feira, 14 de outubro de 2015

FILIG LEVA O UNIVERSO DA LITERATURA INFANTIL PARA GARANHUNS


No mês das crianças, o Festival Internacional de Literatura Infantil de Garanhuns (Filig 2015) oferece a moradores e turistas do Agreste pernambucano a oportunidade de mergulhar no universo da literatura infantil. A programação, gratuita e aberta ao público, é voltada não só para os pequenos, mas também para os adultos, e conta com a participação de escritores e ilustradores do Brasil e do Mundo. A 2ª edição do Filig começa nesta quinta-feira, 15 de outubro, e segue até o domingo (18), com oficinas, palestras, mesas-redondas, feira de livros e apresentações culturais que serão realizadas no Parque Ruben van der Linden, mais conhecido como Pau Pombo, e no Sesc de  Garanhuns.

Entre os nomes internacionais, participam este ano os escritores e ilustradores Miguel Tanco (Espanha), Anabella López (Argentina) e Anna Laura Cantone (Itália). Os convidados brasileiros são Leo Cunha (Minas Gerais) e os pernambucanos Rosinha, Lenice Gomes, Mariane Bigio e André Neves, que atualmente mora em Porto Alegre-RS.

Uma das novidades do Filig este ano é a participação de editores no evento, possibilitando que o público conheça o papel deles na produção literária e os desafios do mercado de livros infantis. Para falar sobre o assunto, o Filig convidou os editores Annete Baldi (Editora Projeto - RS), Renata Nakano (Edições de Janeiro – RJ).

ABERTURA -  A abertura do Festival acontece na noite da quinta-feira (15), com a palestra do escritor Leo Cunha, que abordará o tema “Poesia para crianças, rima e prosa da fantasia”. Com mais de 50 livros publicados, Leo Cunha já recebeu os principais prêmios da literatura infanto juvenil brasileira, como o Jabuti, Nestlé, João-de-Barro, FNLIJ e Biblioteca Nacional. A noite de abertura terá ainda a palestra “Onde a poesia para crianças pede passagem?”, com as escritoras pernambucanas Lenice Gomes e Mariane Bigio. Além de escrever, Lenice ministra cursos sobre literatura infantil para professores, pais e bibliotecários no Brasil e no exterior. Em 2015 foi homenageada no Encontro Internacional de Contadores de História, na cidade de Havana, em Cuba, pela sua trajetória de trabalho com a oralidade. Já Mariane Bigio é escritora de livros infantis, de poesia e de cordel. Também já se apresentou em várias cidades do Pais divulgando a literatura por meio da contação de histórias.

PROGRAMAÇÃO - As atividades da sexta-feira (16) começam cedo, a partir das 10h, com a abertura da feira de livros e da exposição Tom, de André Neves - considerado um dos mais renomados ilustradores de literatura infantil e juvenil da atualidade. A mostra é consequência da obra Tom, publicada por André em 2012, e que traz como personagem central um menino com comportamentos relacionados ao autismo. O trabalho rendeu tantas imagens, que gerou uma exposição sensível e emocionante.

Ainda na manhã da sexta, os convidados do Filig ministrarão oficinas de ilustração e criação poética para o público infantil e adulto. As oficinas gratuitas também serão realizadas nas manhãs do sábado (17) e do domingo (18). Ainda no final de semana, no período da tarde, o público poderá participar de bate-papos com escritores no Parque Pau Pombo e conferir as apresentações culturais, como o espetáculo “Disse Me Dança”, da Companhia Em Cena Arte e Cidadania (PE) e da dupla Caju e Castanha (PE/SP).  

Já as palestras e mesas-redondas serão realizadas sempre no turno da noite, no auditório Sete Colinas do Sesc Hotel. O segundo dia do evento terá a participação do espanhol Miguel Tanco, que atualmente trabalha como ilustrador em Milão (Itália) e já teve trabalhos publicados por editoras de vários países. Ele abordará o tema “A poesia em imagens sem fronteiras”. A noite da sexta terá ainda a mesa redonda “Ilustração - poéticas e visões da infância”, com a escritora pernambucana Rosinha e a ilustradora e escritora argentina Anabella López.

No sábado e no domingo, os palestrantes serão, respectivamente,  André Neves, que conversará sobre o tema “Poesia – texto e imagem, invenção de uma linguagem”, e a italiana Anna Laura Cantonne, que abordará o tema “Poesia e Humor na Ilustração. Anna Laura tem entre suas premiações o Prêmio Andersen de Melhor Livro para Crianças, um dos mais importantes do mundo. A programação do domingo terá ainda uma mesa com as editoras de livros infantis Annete Baldi e Renata Nakano.

Filig - Com o tema “Poesia, rima e prosa da fantasia”, o Filig é uma realização da Proa Cultural, em parceria com a Ferreira Costa, Prefeitura de Garanhuns, Secretaria de Educação de Garanhuns e o Serviço Social do Comércio (Sesc) de Garanhuns.
  
Mais informações sobre o evento estão disponíveis no site www.filigfestival.com.br, ou pelo Facebook(@filigfestival), Twitter (@filigfestiva), e Instagram (@filigfestival).

CONVIDADOS:

Anabella López (Argentina)- Ilustradora argentina, formada em design gráfico pela Universidade de Buenos Aires, onde também foi professora por vários anos. Desde 2009 trabalha exclusivamente como ilustradora e escritora de livros. Tem livros publicados na Argentina, Brasil, México, Estados Unidos, Canadá, França e nos Emirados Árabes. Em 2011 foi selecionada para participar da Mostra Internacional de Ilustração em Sàrmede (Itália), sendo escolhida para integrar seu importante catálogo internacional. Em 2014, foi selecionada para participar da Mostra Internacional de Ilustração de Sharjah nos Emirados Árabes e também para formar parte do catálogo de ilustradores da mostra. Atualmente mora em Porto de Galinhas dividindo seu tempo entre os livros encomendados por editoras e seus próprios projetos autorais unindo texto e imagens.

Miguel Tanco (Espanha) - Nasceu na cidade de Badajoz, na Espanha. Miguel Tanco se aproximou da literatura na infância e tornou-se um devorador de imagens, histórias e livros. Em 1999, ele deixou Sevilha para estudar na Escola de Artes Visuais em Nova Iorque (EUA). Também fez cursos na Itália. Seu estilo é caracterizado pela expressividade de seus personagens, composições limpas e intenso cromatismo. A essência de seu trabalho é a infância. Suas ilustrações abordam a relação da criança com o mundo dos adultos e os paradoxos que existem entre eles. Atualmente trabalha como ilustrador em Milão (Itália) e já teve trabalhos publicados por editoras de vários países. Também ensina ilustração na Espanha e na Itália e ministra oficinas para crianças e adolescentes. Participou de exposições na Itália e na Alemanha. Também recebeu menção especial da Revista de Ilustração Contemporânea (Estados Unidos) e da Sociedade de Ilustradores de Los Angeles; e já teve trabalhos reconhecidos por revistas de ilustração como Andersen (Italia) o DPI (Taiwan).

Anna Laura Cantone (Itália) - Anna Laura Cantone nasceu em Alexandria em 1977. Graduou-se em ilustrações para crianças no instituto Europeu de Desenho de Milão. Começou a carreira trabalhando em revistas para crianças, mas hoje em dia passa a maior parte do tempo escrevendo e ilustrando livros para diversas editoras ao redor do mundo. Tem muitas publicações premiadas. A obra “O mundo da Infância” (2003) recebeu o Prêmio Andersen de Melhor Livro para Crianças. Seus trabalhos já foram selecionados pela Feira de Livros de Bolonha; Bienal de Ilustração de Bratislava; pela Feira Nacional do livro de Taipei .

André Neves - Considerado um dos mais renomados ilustradores de literatura infantil e juvenil da atualidade. Há quase dez anos atua como ilustrador, lançou mais de 50 obras; foi indicado ao Prêmio Jabuti e recebeu o Prêmio Luís Jardim na categoria Melhor Livro de Imagem com Seca. Nasceu no Recife e mora em Porto Alegre. Formado em relações públicas, começou a estudar Artes Plásticas em 1995. Desde então, atua como escritor e ilustrador de suas obras e de outros autores, somando mais de 100 publicações. É arte-educador e promove palestras e oficinas sobre Literatura Infantil e Juvenil. Sua obra mais recente é o Livro Malvina de 2013. Um ano antes, em 2012, o autor publicou Tom, um trabalho que rendeu tantas imagens, que gerou uma exposição. A história do menino Tom é contada por seu irmão, que sempre o observa intrigado: "Por que Tom não brinca? Por que Tom não diz o que sente? (...) Onde Tom guarda todos os seus sonhos?". Até que um dia, Tom chama seu irmão para que conheça o seu segredo e assim possam, de verdade, se aproximar.”

Lenice Gomes (PE) - Pernambucana de Jupi, no Agreste do Estado e moradora de Olinda, Lenice é autora de mais de trinta livros de Literatura infantil. Em 2003 foi finalista do Prêmio Jabuti com o livro “Brincando Adivinhas”, das Edições Paulinas. Vários de seus livros receberam o Selo “Altamente Recomendável” e também foram incluídos no Acervo Básico da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ). A escritora participa anualmente da Feira do Livro Infantil de Bolonha. Ministra cursos sobre literatura infantil para professores, pais e bibliotecários no Brasil e no exterior. Em 2015 foi homenageada no Encontro Internacional de Contadores de História, na cidade de Havana, em Cuba, pela sua trajetória de trabalho com a oralidade.

Leo Cunha (MG) - jornalista, professor, escritor e tradutor. Já publicou cerca de 50 livros para crianças e jovens, nos mais diversos gêneros: poesia, conto, novela, crônica, teatro. As maiores marcas de sua obra são o lirismo, as brincadeiras com a linguagem e o humor.  A paixão pela comédia fez esse mineiro desenvolver uma tese de mestrado em cinema, na Universidade Federal de Minas Gerais, sobre os heróis cômicos. Sua obra recebeu os principais prêmios da literatura infanto juvenil brasileira, como o Jabuti, Nestlé, João-de-Barro, FNLIJ e Biblioteca Nacional.

Rosinha Campos (PE) - Nascida no Recife e moradora de Olinda, Rosinha deixou a arquitetura depois de se apaixonar pela literatura infantil e juvenil e passou a se dedicar à ilustração. Em 1994 lançou seu primeiro livro. Desde então frequenta as bienais e feiras do livro, o Salão FNLIJ do Livro para Crianças e Jovens e a Children’s book fair Bologna. Pós-graduada em Literatura Infantil e Juvenil e com formação artística com o artista plástico japonês Sunish Yamada, passou a ilustrar, desde 2003, para as editoras de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Rio Grande do Sul. Em 2007 começou a escrever e atualmente divide seu tempo entre texto e ilustração. Recebeu vários prêmios da FNLIJ e o prêmio Jabuti, pela coleção “Palavra Rimada com Imagem”, publicada pela Editora Projeto. Tem mais de 90 livros publicados.

Mariane Bigio - Radialista, Escritora e Contadora de Histórias. Imersa na Literatura de Cordel desde 2007, dedica grande parte da sua criação ao público Infanto-juvenil. Integra o projeto "Cordel Animado", no qual se apresenta contando cordéis junto a sua irmã, a musicista Milla Bigio, e também assina um canal de vídeos no youtube, homônimo ao projeto, no qual interpreta textos autorais. Integra, como apresentadora e produtora de conteúdo, o programa de Rádio para crianças e famílias, "Rádio Matraquinha", que tem incentivo do Funcultura e é transmitido pela Rádio Folha de Pernambuco aos sábados. Mariane Bigio tem diversos cordéis, além de dois livros publicados, ambos em 2015: "Um Cordel Para Muitos Chapéus" (Editora Bagaço - PE) e "Dentro do Bucho: um Bicho!" (Editora Evoluir - SP)
Fonte: G&M Comunicação.

Nosso Blog recebe um Apoio Cultural de:



Nenhum comentário:

Postar um comentário