quarta-feira, 12 de agosto de 2015

NOSSOS POETAS: QUERER NA VIDA

Avenida Santo Antônio - Garanhuns

Cícero Teotônio


Velha esburacada
Já foste tão conquistada
Pela sociedade;
Em teus assoalhos tinham tapetes,
Em teus salões tinham banquetes!

Casa que exigia escudo,
Para entrar ao fundo
Ou apresentação de quem a conhecia,
O orgulho frequentava
Essa casa não pensava
Que seu teto muito cedo cairia!

Mas como tudo passa e ninguém domina
A casa tornou-se ruína
Com a velhice que a perseguia!
A sociedade fugiu,
E seu orgulho caiu,
Era isto que a terra queria!

Descuidou-se dos conselhos otimistas
Se aprofundou nas mentiras dos egoístas
Cuidou somente do seu interino viver!
Não pensou que todo o poder se liquida
E quase todo o querer na vida
Há uma falta de poder!

Nenhum comentário:

Postar um comentário