domingo, 2 de agosto de 2015

FOLCLORE POLÍTICO: "CORONEL" CHICO HERÁCLIO

Coronel Francisco Heráclio do Rêgo.
O "Coronel" Chico Heráclio, o famoso senhor de Limoeiro, foi protagonista de muitas histórias. Umas tristes, algumas trágicas, muitas engraçadas. Ao lado de Chico Romão, Veremundo Soares e Zé Abílio, passou a história como integrante do mais famoso quarteto de "coronéis" políticos do Nordeste brasileiro.

Na verdade, a liderança de Chico Heráclio, em Limoeiro, era inconteste: nada se fazia no município seu seu aval; delegado não prendia sem sua permissão; padre não casava sem sua bênção. E nenhuma autoridade estadual deixava de visitá-lo na Fazenda Malhada, quando passava por Limoeiro.
Rádio Difusora de Limoeiro-PE.
O seu prestígio e sua liderança foram importantes na construção do prédio onde hoje está instalada a Rádio Difusora - uma das emissoras da cadeia Jornal do Commercio. Assim, na data da inauguração da rádio, nada mais justo do que convidar para o solenidade o coronel Chico Heráclio. E fazê-lo, naquele momento, um dos entrevistados.

O locutor-apresentador fez várias perguntas, que Chico Heráclio respondeu no seu linguajar típico e já conhecido dos limoeirenses. Para encerrar a entrevista, só mais uma pergunta:

- Coronel, o senhor já havia falado antes ao microfone de alguma estação de rádio?

- Não, meu filho. Tirei o cabaço agora!

O controlista, assombrado, tentou tirar a emissora do ar, mas já era tarde. E os convidados se controlavam para não rir.
Fonte: Livro "Quincas Borba no Folclore Político", de Ivanildo Sampaio e Ernani Régis, ano de 1991.

Nenhum comentário:

Postar um comentário