The 3 Week Diet

Monday, March 2, 2015

HISTÓRIAS DA MINHA GARANHUNS - INGENUIDADE

Avenida Santo Antônio - Desfile da Vitória em 08/05/1945.
Soldados do 21º Batalhão de Caçadores em frente a atual
Ferreira Costa.

Nelson Paes Macêdo - 04/12/1976


HEMETÉRIO - O Tiro de Guerra 45 tinha sua sede em Garanhuns, onde os  moços prestavam o serviço militar. No fim do período da instrução, chegou  do Recife um oficial para proceder o exame da tropa. Já havia realizado as provas de armamento e serviço em campanha, quando passou para o exame oral de moral e cívica. 

Dirigindo-se ao aluno atirador Hemetério, perguntou:

"O que é Pátria"?

- Pátria seu capitão é a "nossa mãe"

- Foi a resposta cheia de entusiasmo que ele deu.

- Depois de examinar outros alunos, o capitão voltou-se para um outro e perguntou:

"Seu Marcelino, o que é Pátria?

- Pátria, seu capitão, é a mãe de Hemetério".

Ninguém conteve o riso que foi geral, até o capitão sorriu, daquela resposta irônica e estapafúrdia.

Prosseguindo nos exames o capitão quer saber quem é o Diretor do Serviço Militar no Brasil, a quem os Tiros de Guerra estavam subordinados.  Tratava-se do coronel Sayão, um ilustre oficial, que vinha trabalhando pela instrução militar no Brasil.

O aluno a quem ele se dirigiu não sabia responder. Ficou em silêncio... pensando; quando então um seu colega, fez uma brincadeira  maliciosa. "Soprou" Bidu Sayão, tendo o aluno que estava sendo interrogado repetido o mesmo nome para o examinador. Mais uma vez o riso foi geral, e o capitão explicou que Bidu Sayão era uma grande Soprano brasileira, que com sua lírica voz trouxe a glória musical para a nossa Pátria, porém não esquecessem o nome do ilustre coronel Sayão, o Diretor do Serviço Militar, e dos Tiros de Guerra.
(Fonte: Jornal "O Monitor")

3 comments:

  1. Funny e muito, Hipper bem escrito. Parabéns!!!

    ReplyDelete
  2. Sem querer abusar, já..., gostaria de aventar a possibilidade de se eu dispor uma pagina no nosso site, você gerenciaria, postando direto nela desde a primeira destas cronicas relatos da nossa cidade para que os jovens possam apreciar.
    Entendo tua atribulação e já agradeço vênia, muito, a aquiescência, para compartilhar. Grata!!! uma admiradora do seu trabalho!!!

    ReplyDelete