The 3 Week Diet

Tuesday, March 24, 2015

"DOUTOR JEITOSO" O FILÓSOFO DE GARANHUNS.

O sr. Manoel de Lima dos Santos, era conhecido em nossa cidade por Dr. Jeitoso, porque vivia às custas dos perdidos e dos quebrados e trabalhava como operador de guarda-chuvas como o mesmo gostava de falar.

Dr. Jeitoso relatou alguns pontos de sua Filosofia em agosto de 1971 ao repórter Nizaldo Moraes. Eles me chamam de Dr. Jeitoso porque eu vivo nesta cidade à custa dos perdidos e dos quebrados. Sou operador de guarda-chuvas. Chuva, Sol e Sereno. Três naturezas num corpo só. Chamou todo mundo atenção! E a natureza é quem se encarrega de falar para todo mundo conhecer um homem preparado em letras apagadas. Eu para estudar não comprei livros nem fui em escola, porque já vivo na escola que é o mundo e o professor só tem um que é Deus.


Na terra todos são discípulos e a gente nunca acaba de aprender. Tenho 72 anos e ainda estava de comer uma papa de leite todo dia, mas não posso comer porque faço o serviço, fica impancado, o povo não vai ver, não recebo dinheiro e passo até privação.


CANDIDATO:

Eles quiseram que eu fosse prefeito de Frexeiras mais eu não pude ser porque os votos foram poucos.
Quero ser o que sou, um artista, um operário que vive dentro da cidade a custa dos quebrados e dos perdidos.


VOLTA À ORIGEM:

Eu vim da terra e volto para a terra. Porque tudo é da terra. Porque a terra cria e a terra come, porque tudo é dela. E eu penso que ninguém pode desaprovar essas palavras.


A CIDADE:

Eu nasci e me criei nessa terra. Conheci Garanhuns muito arrasada e hoje está uma cidade muito elevada. Está ficando muito bonita. Mas tem tanta gente parada! E o negócio de estar parado não dá certo tem que estar fazendo alguma coisa. É preciso arranjar trabalho para esse povo.


CERTO OU ERRADO?

Uns dizem que está certo, outros dizem que está errado. É uma confusão tão grande que há no mundo! O que está errado são aqueles que não estudam, porque é do estudo que parte tôda riqueza.


TRABALHO:

O trabalho que me deram eu quero ganhar dinheiro. Já estou um pouco maduro. Não faço bondade para trabalhar, porque a caneta que o meu pai me deu para eu estudar foi uma enxada. Foi quando vi fartura em casa.

JOGADOR OU ASTRONAUTA?

Meu amigo, jogador eu não queria ser não. Podia ir a lua, porque quem é que não tem gosto de dar um passeio!

MODA:

A mini- saia é por causa da fazenda que está fazendo. As meninas de hoje estão fazendo uns vestidinhos muito curtos para acompanhar a moda. Se comer não veste e se vestir não come. De mini-saia, cai uma moça aí na cidade... não dá certo.

CIÊNCIA:

A ciência do cinzeiro é que tudo tem que virar cinzas. São três pontos que o cinzeiro tem. Um, dois, três! A fé, a esperança e a caridade. O pobre nasceu na fé, viveu na esperança e morreu na caridade. São três naturezas que abalam o mundo. Deus, o homem e a terra. Porque é da terra que vem toda natureza.

MÁGOA:

Não posso mais trabalhar nas indústrias porque vou trabalhar e dizem: tá velho. Mas velho precisa, velho tem família, velho tem obrigação. É preciso todos compreenderem. Mas compreender não é para todo mundo. É um dote que Deus dá.

MENSAGEM FINAL:

Muito obrigado pela delicadeza de deixar dar uma fala aqui no seu gravador para o povo ir compreendendo a inteligência do matuto. Que eu sou um matuto, mas matuto inteligente e ninguém pode dizer que não seja. E meu professor é Deus e a minha escola é o mundo. O mundo é uma escola e só não aprende quem não tiver cabeça.

Doutor Jeitoso nasceu no Papa Terra, 1º Distrito de Garanhuns, no dia 6 de setembro de 1899, faleceu às 8 horas do dia 6 de fevereiro de 1986. Foi uma figura muito popular e querida em nossa cidade.
(Fonte: Jornal "O Monitor").

1 comment:

  1. TEMOS AQUI MAIS UMA EXCELENTE MATÉRIA. A SABEDORIA DE JEITOSO, JÁ REVELAVA A SITUAÇÃO"OS POBRES NASCEM NA FÉ, VIVEM NA ESPERANÇA E MORREM NA CARIDADE" MOSTRA QUE EM SUA INGENUIDADE PERCEBIA MUITO BEM A SITUAÇÃO SOCIAL DE QUEM NASCIA POBRE. DOUTOR JEITOSO, DESCANSE EM PAZ!

    ReplyDelete