sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

A BOEMIA VOLTOU - O NOVO SHOW DA CANTORA GARANHUENSE ANDREA AMORIM

         

Oi, tudo bem?

Vamos te prender aqui até o fim do release. Vamos falar bem francamente, você já foi traído(a), sofreu por um amor não correspondido? Não? Olhe à sua volta, deve ter alguém que possa fazer parte desse grupo. Mas se você já passou por isso, vai entender nossa mensagem. Por ser traído, sofrer por um amor não correspondido, ou sofrer pelo fim de um relacionamento, tudo isso leva à música, e com certeza uma marcou aquela bebedeira, as lágrimas, o sofrimento do coração. Nossa ideia é que você possa proporcionar para seus clientes e público, a dor de cotovelo, a lembrança dos amores não correspondidos, a traição que nunca esqueceu.

Juntamos os mais experientes profissionais, no assunto música e nostalgia, a começar pela cantora Andrea Amorim, essa sempre era traída, mas a personalidade forte fazia com que traísse também, o baixista Joãozinho Sousa, foi abandonado pela mulher, deixou ele sozinho em Garanhuns e partiu para São Paulo, mas a paixão era tanta que ele foi atrás. Já o guitarrista Marcos Cabral, nunca teve nada sério, só gandaia. O tecladista Fábio Aladdim, e o saxofonista John Arislan são casos à parte, sempre foram muito sérios. O Trombonista Ricardo Vasconcelos, era virado num móio de coentro, e já está em seu terceiro casamento. O Trompetista Lulinha só acalmou com o casamento, esse sim é catedrático em amores perdidos. Agora, destruidor de corações é o baterista Jhonkellmy, também pudera, o cara é novinho e boa pinta.
Andrea Amorim e Roberto Menescal
 Imagine agora, esse pessoal no palco, passando por meio da música, todos esses sentimentos. É a certeza de que cada um da plateia irá se comover ou se identificar com uma das músicas, ou quem sabe até mais de uma, afinal são músicas que ficaram famosas nas vozes de Reginaldo Rossi, Altemar Dutra, Wando, Amado Batista, Odair José, Fernando Mendes, Giliard, José Augusto, e uma inédita, que ainda não fez ninguém sofrer, mas vai marcar alguém no dia da apresentação: uma música composta por Roberto Menescal e Andrea Amorim. Agora cá pra nós, vais perder esse show? Tenho certeza que não! São duas horas de lembranças e boas músicas, com um time pra lá de profissional, nos dois sentidos.

Para contratar:

21.98534.3103 (Rio de Janeiro)
11.94852.4426 (São Paulo)
81.9298.7376 (Recife)


A cantora e compositora Andrea Amorim, nascida em Garanhuns interior de Pernambuco, vem trilhando seu caminho há quase 15 anos. Gravou cinco CD’ s independentes no estilo rock pop, e, na maioria dos festivais de música que participou no interior de seu Estado, arrebatou quase todos os prêmios, dentre eles, o primeiro lugar geral no Festival de Música e Arte de Garanhuns, que, na época, era o evento com a maior premiação do Brasil, nesse segmento.

Logo no início de 2009, foi morar em São Paulo, para dar continuidade à sua carreira. Em maio desse ano, um vídeo seu foi indicado por Nil Bernardes para o quadro Garagem do Faustão, da TV Globo. Logo em seguida, foi entrevistada por Jô Soares, na mesma emissora.

Em 2011, Andrea mudou-se para o Rio de Janeiro e firmou parceria com a Gravadora Albatroz, de Roberto Menescal, quando gravou um disco autoral, gravado também em inglês, japonês e espanhol, para o mercado internacional. Nesse disco, no meio de suas composições, Andrea gravou uma música de Marcos Valle, onde divide vocais com Lenine. Logo após a gravação desse CD, ela iniciou a sua carreira internacional. Viajou duas vezes para os Estados Unidos, onde foi receber o Prêmio Rising Star, conferido aos novos talentos brasileiros, e, em outra oportunidade, cantou ao lado de Marcos Valle, no evento Press Award. Em setembro, viajou para o Japão, onde se apresentou nos eventos Brazilian Day e Press Award. Em dezembro, a convite de um produtor japonês, retornou ao Japão, onde fez uma turnê de 21 apresentações por todo o país, durante 30 dias. http://www.andreaamorim.com.br

Colaboração de Jakson Fitipaldi.

Nenhum comentário:

Postar um comentário