Thursday, October 30, 2014

GARANHUNS A CIDADE DAS SETE COLINAS

 Por Givaldo Calado de Freitas



Entre Sete Colinas existe um paraíso chamado Garanhuns. Paraiso?
O poeta garanhuense Ronildo Maia Leite assegura que "o céu existe entre Sete Colinas. Garanhuns é de lá". E é mesmo!

Por outro lado, o garanhuense propaga que "quem bebe da água de Garanhuns, um dia volta". Mas volta mesmo. E correndo.

Aqui, tem de tudo. De tudo mesmo. Que só se encontra nas capitais. E estas estão bem pertinho de nós. Daqui saímos cedinho e, à noitinha, já estamos de volta. Recife, ali, a 220 quilômetros. Maceió, mais pertinho ainda, a 160 quilômetros.

E, aqui, não temos problemas de mobilidade. De poluição. Dessas coisas ruins de cidade grande. Graças à Deus.

Somos apenas 150 mil habitantes. Que preferimos dizer: 150 mil irmãos. Sob a proteção das nossas Sete Colinas. Sim, Sete Colinas, como em Roma.

Talvez seja essa a explicação para esse clima tão agradável. Saudável. Aqui, há quem diga: se envelhece mais tardiamente.

Garanhuns está situada no Planalto da Borborema. A 896 metros acima do nível do mar. Tem como seu ponto mais elevado a Colina Magano. A 1.030 metros acima do nível do mar.

Os nomes de suas Sete Colinas são decantados por todos garanhuenses, diariamente:

Colina Antas - lá, o florescente bairro Aloísio Souto Pinto;
Colina Columinho - lá, o aristocrático bairro Heliópolis;
Colina Ipiranga - lá, o progressista bairro Boa Vista;
Colina Magano - lá, o promissor bairro Magano;
Colina Monte Sinai - lá, também o bairro Heliópolis. Que se agiganta.
Colina Quilombo - lá, o bairro São José;
Colina Triunfo - lá, ainda, o bairro Heliópolis. Onde Garanhuns resolveu homenagear a Mãe Rainha. Quem sabe para pedir, de seu santuário, proteção dos céus para seus 150 mil irmãos.

Essas Colinas é que proporcionam o clima de montanha, onde a temperatura média anual é de 21 graus, variando entre 9 graus no inverno, e podendo chegar a 23 no verão.
Fonte: Grupo Amigos de Garanhuns no Facebook

No comments:

Post a Comment