quarta-feira, 10 de setembro de 2014

VOX POPULI: DILMA ABRE 8 PONTOS SOBRE MARINA


Na simulação de primeiro turno, pesquisa Carta Capital/Vox Populi mostra presidente Dilma Rousseff, 36%, Marina Silva, 28% e Aécio Neves, 15%; simulação de segundo turno revela novo crescimento de Dilma sobre adversária; enquanto Marina marcou 42%, presidente fez 41%; expectativa agora é pela divulgação da pesquisa Datafolha; mercado financeiro abre dia em agitação; no campo político, petistas vão insistir em desconstrução da adversária do PSB.

Os disparos feitos em todas frentes de campanha pelo PT contra a candidata do PSB, Marina Silva, estão dando resultados. Um dia após pesquisas MDA e Ibope apresentarem números de recuperação da presidente Dilma Rousseff no Brasil e nos Estados chave do Rio de Janeiro e São Paulo, levantamento do instituto Vox Populi, contratado pela revista Carta Capital, apresentou uma dianteira de oito pontos de Dilma sobre Marina em primeiro turno, com 36% e 28%, respectivamente. O candidato do PSDB, Aécio Neves, ficou com 15%.

Na projeção de segundo turno, nova notícia boa para a petista. Marcando 41% contra 42% da adversária, Dilma chegou pela segunda vez a uma situação de empate técnico com Marina, antes apontada pelo MDA. Entre Dilma e Aécio, segundo o Vox, a presidente seria reeleita por 44% a 36%.

Pesquisa Datafolha será divulgada também hoje – e a expectativa é a de que o quadro siga em mudança favorável para Dilma. Além de os ataques disparados pela propaganda do PT sobre pontos frágeis da candidata do PSB, como a posição dúbia sobre o pré-sal e a reafirmada autonomia do Banco Central, há mais um fator: Marina está reagindo mal.

O máximo que a candidata do PSB conseguiu fazer, até agora, foi dizer que está sendo “alvo de muitas pedras”, de “calúnias” e “mentiras”. Mas não está conseguindo convencer a respeito dos improvisos, plágios e paradoxos de seu programa de governo, sua real posição sobre o Pré-Sal e a questão da autonomia do Banco Central. Quanto a esta última, Marina reafirmou que, sim, é isso mesmo o que pretende fazer, “para livrar o BC dos interesses políticos”. Desse jeito, está lutando ao feitio que Dilma, Lula e o marqueteiro João Santana queriam.

Esta foi a primeira pesquisa do instituto depois da morte do ex-candidato do PSB Eduardo Campos e a entrada de Marina Silva na disputa ao Palácio do Planalto. Desta forma, não existe base de comparação com levantamentos anteriores. Os demais candidatos somam 2%. Brancos e nulos seriam 7%. Outros 13% não souberam indicar um candidato ou não quiseram responder.

Portal 247

Nenhum comentário:

Postar um comentário