The 3 Week Diet

Wednesday, September 3, 2014

DILMA ROUSSEFF CRESCE 3 PONTOS EM PESQUISA IBOPE

Em luta acirrada, presidente Dilma Rousseff cresce 3 pontos em pesquisa Ibope, na comparação com levantamento do dia 26; Marina Silva faz melhor, e sobe 4 pontos; variação está na margem estatística, mas reflete disputa palmo a palmo; na simulação de segundo turno, diferença pró-Marina diminui dois pontos, ficando agora em 46% para ela e 39% para Dilma; Aécio Neves confirmou isolamento no terceiro lugar, com queda de 4 pontos, mas segue com papel estratégico; avaliação do governo Dilma sobe de 34% para 36% e rejeição à presidente cai 5 pontos; pesquisa mantém caldeirão eleitoral em plena fervura

Pesquisa Ibope divulgada nesta quarta-feira 3 aponta crescimento de três pontos da presidente Dilma Rousseff, de 34% para 37%, e de quatro pontos de Marina Silva, que avançou de 29% para 33%. A comparação é feita com a última pesquisa Ibope, divulgada no dia 26.

O candidato do PSDB, Aécio Neves, registrou 15% das intenções de voto, uma queda de quatro pontos em comparação à mostra anterior. Com a pontuação, o tucano confirma isolamento na terceira posição.

Em uma simulação de segundo turno entre Marina e Dilma, a pessebista venceria a presidente com sete pontos de vantagem, por 46% a 39%. Entre Dilma e Aécio, a vitória seria da petista, por 47% a 34%. Na pesquisa anterior, Marina também seria eleita, mas com nove pontos de vantagem: 45% contra 36% de Dilma. 

O levantamento, encomendada pelo jornal O Estado de S. Paulo e pela Rede Globo, foi feito entre domingo 31 e terça-feira 2.

AVALIAÇÃO DO GOVERNO: 34% para 36% - O percentual de pessoas que consideram o governo Dilma ótimo ou bom passou de 34% para 36% em uma semana, apontou também a pesquisa Ibope. Houve queda de um ponto percentual, de 27% para 26%, em relação aos que consideram a gestão da petista ruim ou péssima. A avaliação regular subiu de 36% para 37%.

A rejeição à presidente caiu cinco pontos: de 36%, na semana passada, para 31%. Enquanto isso, o de Marina subiu dois pontos, de 10% para 12%. A rejeição ao candidato do PSDB, Aécio Neves, permaneceu em 18%.

MOTIVOS - O crescimento da presidente Dilma no Ibope está associado à maior defesa de seu governo, feita por ela própria, no campo político, e pelo ministro Guido Mantega, na área econômica, mas não apenas. Com presença maciça no horário eleitoral, o ex-presidente Lula também tem peso na variação positiva da presidente em primeiro e segundo turnos. Além da propaganda eletrônica, ele está nas ruas, todos os dias, em eventos do partido e da campanha presidencial.

Marina Silva, por seu lado, cresceu sobre o universo de Aécio Neves, subindo 4 pontos frente a uma queda de cinco pontos dele. A pesquisa Ibope, no entanto, já aferiu o início dos ataques do PT contra Marina e, também, as contradições registradas no discurso da candidata do PSB. Sua posição inicial de contrária ao desenvolvimento do pré-sal galvanizou opiniões prós e contras. Com uma leve descida de dois pontos em sua vantagem na simulação de segundo turno, Marina pode estar sofrendo os efeitos das críticas e o esfriamento das emoções despertadas logo após a morte do ex-governador Eduardo Campos. A variação ainda está dentro da margem de erro, mas quebra a rota ascensional da candidata da oposição.
Portal 247

No comments:

Post a Comment