domingo, 22 de junho de 2014

CENTRO CULTURAL ALFREDO LEITE CAVALCANTI - GARANHUNS-PE

Por Igor Cardoso




Poucos lugares tiveram uma participação tão decisiva na vida de uma comunidade, e por tanto tempo, como este tem tido para a minha poética terra-natal. De 1887 a 1967, o trem, encurtando uma penosa viagem de 6 dias (no lombo de animais) para pouco mais de 10h, promoveu o progresso sócio-econômico da dita Terra do Clima Maravilhoso, que se encheu de estudantes, intelectuais, profissionais liberais, imigrantes e turistas.

Dos anos 1970 para cá, o velho sobradão converteu-se no baluarte por excelência das artes cênicas e, de um modo geral, da efervescente vida cultural garanhuense, vendo despontar e consolidar-se, nas dependências de seu teatro e de seu antigo pátio ferroviário (hoje Praça Mestre Dominguinhos), o portentoso Festival de Inverno de Garanhuns. Todas as reverências ao nosso venerando Centro Cultural!
















Um comentário:

  1. Eiita! terra linda só é meu Garanhuns,saudade do friozinho,de andar no "comércio" e muitas outras coisas.

    ResponderExcluir