quarta-feira, 8 de agosto de 2012

HÁ DEZ ANOS O MONS. ADELMAR NOS DEIXAVA


MONS. ADELMAR

José Inácio Rodrigues (novembro de 2008)


Ainda o vejo circunspecto, determinado, altivo, prático.
Presença intuitiva, visionária, eclética e vigorosa.
Palavra serena, firme, de uma reflexão maravilhosa.
Mestre primoroso, seguro e disciplinador enfático!

Era, ao mesmo tempo, orientador austero, simpático.
Sua aula era tão consagradora, e, tão corajosa,
Que a nossa juventude se espelhava orgulhosa,
Naquele sacerdote, tão meigo e tão carismático.

Como era gostoso subir aquele ladeira,
entrar na capela, lá da Praça da Bandeira,
e, receber as sabias lições de Mons. Adelmar!

Ah! como sinto saudade daquele padre impar,
que, infelizmente, partiu, deixando em pranto,
nos, seus alunos, que amávamos tanto!

(Na foto: Ano de 1978, Capela do Colégio Diocesano de Garanhuns 1ª Comunhão de Montini e Anchieta Barros. Professora Elisabete Miranda e o Mons. Adelmar da Mota Valença, de saudosas memórias).


Nenhum comentário:

Postar um comentário