Wednesday, May 16, 2012

Aderbal Jurema: "A lição que me ficou e de que as ditaduras são mais perecíveis do que as democracias"


No próximo sábado dia 19 estará fazendo 26 anos da morte do Senador Pernambucano Aderbal de Araújo Jurema. Aderbal Jurema nasceu em João Pessoa no dia 17 de agosto de 1912. Foi Advogado, Professor, Deputado Federal e Senador.
Advogado formado pela Faculdade de Direito do Recife, sendo posteriormente professor. Diretor do Serviço de Informação Agrícola do Ministério da Agricultura (1946-1947) e Secretário do Ministro João Cleofas de Oliveira, além de Secretário de Educação nos governos de Etelvino Lins e Cordeiro de Farias.
Ingressou na carreira política via PSD sendo eleito deputado federal em 1958 e 1962 chegando ao posto de vice-líder da bancada. Deposto o governo João Goulart e instituído o regime bipartidário pelos militares em meados dos anos 1960, Aderbal Jurema migrou para a ARENA por cuja legenda foi reeleito em 1966, 1970 e 1974. Senador biônico em 1978, migrou para o PDS e para o PFL sendo eleito presidente do diretório regional deste último em Pernambuco. Faleceu em São Paulo, 19 de maio de 1986 no curso do mandato vítima de câncer.

Homenagens Recebidas por Aderbal Jurema:

- Grande Oficial da Ordem do Rei Leopoldo II da Bélgica;
- Medalha do Mérito Guararapes/PE;
- Medalha de Ouro da Ordem Guararapes do Governo de Pernambuco;
- Oficial da Ordem Nacional do Mérito Educativo;
- Medalha Classe Ouro da Prefeitura Municipal de Recife/PE;
- Medalha do Mérito Educativo da Universidade Federal Rural de Pernambuco;
- Medalha de Grande Oficial da Ordem do Mérito do Congresso Nacional;
- Medalha de Grande Oficial da Ordem de Rio Branco;
- Medalha de Grande Oficial da Ordem do Mérito Guararapes, Governo de Pernambuco;
- Ordem do Ipiranga do Estado de São Paulo (1981);
- Medalha do Mérito de Brasília (1982);
- Grande Oficial da Ordem do Congresso Nacional (1973/1974).

No comments:

Post a Comment