sexta-feira, 23 de março de 2012

O SER

Alberto da Silva Rêgo

Há, pela manhã,
Um hino de beleza,
É a criança.
Ao meio dia,
Um sonho de alegria,
E a mocidade.
Chega a noite,
Recordação do passado,
- É a velhice.