sexta-feira, 26 de maio de 2017

Karen Correia representa Garanhuns no Miss Pernambuco

Karen Correia.
Nesta sexta-feira (26), será eleita a Miss Pernambuco 2017 e Garanhuns, município do Agreste Meridional do estado, terá como representante a estudante de Matemática, Karen Correia, de 22 anos de idade e 1,78m de altura. A jovem, que também pratica jiu-jitsu, foi aclamada Miss Garanhuns 2017 no início deste mês e concorre ao título de mulher mais bonita do estado junto a outras 20 candidatas – com representação do Sertão, Agreste, da Zona da Mata e Região Metropolitana do Recife (RMR). O evento ocorre no Hotel Canarius, em Gravatá. 

Nos últimos três anos, a “Terra das Sete Colinas” conquistou classificação no concurso, ocupando importantes colocações na classificação geral. Em sua 62ª edição, o Miss Pernambuco, assim como os concursos de outros estados, tem buscado unir na representação da mulher eleita elementos muito além da beleza, avaliando seu nível de empoderamento e representatividade para questões sociais.

Histórico – Em 2014, a estudante de Design, Samara Rocha, colocou Garanhuns como vice-campeã do certame; na mesma edição, Samara levou o título de Melhor Traje Típico, homenageando o músico Dominguinhos, e o título de Miss Simpatia. Já em 2015, com a estudante de Engenharia Civil, Alany Melo, a cidade ficou em 4º lugar no geral, e permaneceu como um dos melhores trajes típicos. No ano passado, com a bacharela em Direito, Vivianne Félix, o município ficou no top 10 do concurso; Vivianne também teve seu rosto considerado um dos mais belos do concurso.

Cloves Teodorico
Secom/PMG.

quinta-feira, 25 de maio de 2017

As inscrições para o processo seletivo do Censo Agro 2017 são prorrogadas pelo IBGE

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) prorrogou até as 12h de amanhã (26) as inscrições para o processo seletivo do Censo Agropecuário 2017. São oferecidas 24.984 vagas temporárias para três funções, sendo duas de nível médio e uma de nível fundamental.

As inscrições podem ser feitas apenas pela internet, no site de projetos da Fundação Getulio Vargas. Ao se inscrever, o candidato deve optar por uma função e indicar o município onde deseja concorrer. A seleção será feita por meio de prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório.

A jornada de trabalho dos agentes censitários municipais e dos agentes censitários supervisores é de 40 horas semanais. Além das remunerações mensais específicas, ambas as funções terão direito a auxílio-alimentação, férias e 13º salário proporcionais.

Já os recenseadores têm jornadas flexíveis e serão remunerados por produção, segundo a região em que estiverem atuando e o número de estabelecimentos agropecuários recenseados. Dependendo da região de atuação e da produtividade, a remuneração média pode chegar a R$ 2.600.

O censo

As operações do 10º Censo Agropecuário começam no dia 1º de outubro. Ao longo de cinco meses, os recenseadores vão visitar mais de 5 milhões de estabelecimentos em todo o país, levantando informações sobre área, produção, pessoal ocupado, uso de agrotóxicos e agricultura familiar.

Os resultados do censo devem começar a ser divulgados pelo IBGE em 2018.

Fonte: http://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2017-05/ibge-prorroga-inscricoes-para-processo-seletivo-do-censo-agro-2017

Chuvas no Agreste de Pernambuco: Defesa Civil de Garanhuns realiza monitoramento na cidade


Diante da alta precipitação de chuvas registrada nos últimos dias, desde o início da manhã de hoje (25) a Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil (Compdec) de Garanhuns está realizando visitas sistemáticas de monitoramento em 14 pontos da cidade, além de locais passíveis de alagamento. Entre as comunidades que estão sendo monitoradas estão os bairros da Liberdade, Francisco Figueira (Cohab 2), Dom Helder Câmara (Cohab 3), Parque Fênix e Heliópolis. De acordo com o Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), das 18h de ontem (24), até as 8h30 de hoje, choveu cerca de 79.1 mm. A previsão da Agência Pernambucana de Águas e Clima é de continuidade da chuva nos próximos dias, porém abaixo da média histórica.

A equipe da Defesa Civil continua realizando o monitoramento nos próximos dias e por enquanto seguem dentro da normalidade. Um dos locais vistoriados foi a Rua Miguel Arraes, no Francisco Figueira, uma área que possuía uma voçoroca próximo a algumas residências. O presidente da Compdec, Thiago Amorim, informou que não há perigo para a estrutura destas casas no momento atual. “A voçoroca foi aterrada, porém existe o início de uma nova formação de erosão, embora não apresente risco iminente. Estamos atentos ao caso e iremos continuar monitorando”, explica.

As imagens de satélite do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais mostram Garanhuns bem no centro de uma área com grande precipitação pluviométrica nos últimos dias. Porém, de acordo com a Coordenadoria, as chuvas registradas no município ainda estão 30% abaixo da média histórica registrada no mês de maio. 

ALERTA - A Defesa Civil lembra que após as chuvas, os moradores devem esvaziar e limpar os recipientes que possam ter acumulado água. Isso porque, se faz necessária uma vigilância ainda maior para evitar a proliferação do Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue.

Edméa Ubirajara
Secom/PMG.

Supremo Tribunal Federal (STF): Cobrança de taxa de combate a incêndios por municípios é inconstitucional

Foto: Portal Folha UOL.
Por 6 votos a 4, o Supremo Tribunal Federal (STF), na manhã de ontem (24), manteve decisão do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP) que julgou inconstitucional a cobrança da Taxa de Combate a Sinistros (Lei Municipal 8.822/1978), criada com o objetivo de ressarcir o erário municipal do custo da manutenção do serviço de combate a incêndios.
A decisão seguiu o voto do relator do processo, ministro Marco Aurélio, que negou provimento ao Recurso Extraordinário (RE) 643247, interposto pelo município de São Paulo contra a decisão do TJ-SP. O RE teve repercussão geral reconhecida e a decisão tomada nesta manhã será aplicada a outros 1.436 casos.

Votos

O julgamento da matéria começou em agosto de 2016, quando o ministro Marco Aurélio afirmou que a Constituição Federal (artigo 144) atribui aos estados, por meio dos Corpos de Bombeiros Militares, a execução de atividades de defesa civil, incluindo a prevenção e o combate a incêndios.

Na ocasião, ele afirmou que “as funções surgem essenciais, inerentes e exclusivas ao próprio estado, que detém o monopólio da força”. Para o relator, é inconcebível que o município venha a substituir-se ao estado por meio da criação de tributo sobre o rótulo de taxa.

Ainda segundo o ministro Marco Aurélio, à luz do artigo 145 da Constituição, estados e municípios não podem instituir taxas que tenham como base de cálculo mesmo elemento que dá base a imposto, uma vez que incidem sobre serviços usufruídos por qualquer cidadão, ou seja, indivisíveis.

Votaram no mesmo sentido, na sessão de agosto de 2016, os ministros Edson Fachin, Luís Roberto Barroso e Rosa Weber. Hoje os ministros Ricardo Lewandowski e Cármen Lúcia uniram-se à corrente majoritária.

Divergência

O ministro Luiz Fux foi o primeiro a divergir do relator quando o julgamento foi iniciado, em 2016. Para ele, a segurança pública, segundo o artigo 144 da Constituição, é responsabilidade de todos. O ministro afirmou ainda que a taxa instituída pelo município paulista se refere somente a prédios construídos, o que confere a ela um caráter de divisibilidade. Fux também citou doutrina sobre o tema em defesa da constitucionalidade de cobrança da taxa pelo município especificamente em imóveis construídos.

Hoje, o ministro Fux foi acompanhado pelos ministros Dias Toffoli, Alexandre de Moraes e Gilmar Mendes.

Fonte: http://www.stf.jus.br/portal/cms/verNoticiaDetalhe.asp?idConteudo=344324

quarta-feira, 24 de maio de 2017

Pernambuco vacina cães e gatos contra raiva

Neste sábado (27.05), acontece o Dia D da Campanha em mais de 7 mil pontos no Estado. Meta é vacinar 1,2 milhão de animais

Os municípios pernambucanos, com exceção do Recife, realizam, no próximo sábado (27.05), o dia D da Campanha Nacional de Vacinação Antirrábica Canina e Felina. Mais de 7 mil postos de vacinação serão montados nas cidades do Estado, com funcionamento das 8 às 17h. No caso específico do Recife, a vacinação será realizada no dia 10 de junho. A meta no Estado é imunizar cerca de 1,2 milhão de caninos e felinos, sendo 875 mil cães e 376 mil gatos. 

Com o mote Quem cuida, vacina!, a Campanha tem o objetivo de controlar a circulação do vírus da raiva canina e felina, prevenindo a raiva humana. O  último caso da doença em humanos, transmitido por cão, em Pernambuco, foi no ano de 2006. Já nos animais, foram registrados quatro casos no ano passado (1 em Paudalho, 2 em Araripina e 1 em Bodocó) - todos em caninos. 

RAIVA - A raiva é uma doença viral e infecciosa, transmitida por mamíferos. Para isso, ao todo, serão disponibilizadas 1,5 milhão de doses, com o objetivo de imunizar, pelo menos, 80% da população canina e felina do Estado. A transmissão da raiva se dá pela penetração do vírus contido na saliva do animal infectado, principalmente pela mordedura, arranhadura e lambedura de mucosas. O vírus penetra no organismo, multiplica-se e atinge o sistema nervoso periférico e, posteriormente, o sistema nervoso central. O coordenador estadual do Programa de Controle da Raiva, da SES, Francisco Duarte, ressalta que a melhor forma de prevenção é vacinação. Quem não conseguir vacinar seu animal no dia D da Campanha deve procurar a secretaria de saúde do seu município, no setor de zoonoses.

Ao ser agredida por um animal, a pessoa deve lavar imediatamente o ferimento com água e sabão, e procurar com urgência o Posto de Saúde mais próximo. Cães raivosos apresentam sintomas como: agressividade (atacando pessoas e objetos) ou tristeza (procurando lugares escuros), salivação excessiva, dificuldade para engolir, latido rouco e paralisia das patas traseiras. Nos humanos, a doença ataca o sistema nervoso central, levando à morte. O período de incubação é extremamente variável, desde dias até anos, com uma média de 45 dias, no homem, e de 10 dias a 2 meses, no cão.

O tratamento profilático anti-rábico também é recomendado para toda agressão por espécie silvestre (morcegos, raposa/cachorro do mato e sagüis). O soro e a vacina para esse tratamento estão disponibilizados na rede do SUS, gratuitamente. A vacina anti-rábica canina também é gratuita. O único meio de prevenir a ocorrência da doença em áreas urbanas é por meio da vacinação anual de cães e gatos. 

Fonte: http://www.pe.gov.br/blog/

Prefeito Tonho de Lula entrega CREAS a população de Iati


O prefeito Tonho de Lula e sua Equipe entregaram na tarde de ontem (23) a população de Iati o CREAS - IATI. "Estamos cuidando das pessoas que não tiveram oportunidades de ter uma vida melhor". Contratamos assistentes sociais, advogados, psicopedagogos, professores, psicólogos e outros profissionais, para melhor assistir aos nossos munícipes. Recomendei aos secretários de educação, saúde, cultura, enfim a todos que não meçam esforços junto à Secretaria de Ação Social para resgatar a dignidade desses menores que não tinham assistência em nosso município. Afirmou Tonho de Lula.

Garanhuns (PE): Prazo para convocatória municipal do 27º FIG termina no dia 31

Artistas, grupos culturais e de formação tem somente até a próxima quarta-feira (31) para se inscrever na convocatória municipal para compor a grade de programação do 27º Festival de Inverno de Garanhuns (FIG). O edital, encaminhado pela Secretaria Municipal de Turismo e Cultura, está disponível no portal do governo municipal. O evento acontecerá no mês de julho – com datas a confirmar. São aceitas inscrições na área de formação cultural e nos segmentos artístico-culturais de artes visuais, audiovisual, cultura popular, dança, design e moda, fotografia, literatura, música, patrimônio cultural, teatro e gospel.

O evento, reconhecido nacionalmente, possui uma extensa grade de programação. Para efetuar a inscrição, os interessados precisam ir até à sede da Secretaria Municipal de Turismo e Cultura, localizada no Centro Administrativo I, bairro Heliópolis, de segunda a sexta-feira, sempre das 8h às 14h; ou enviar a proposta como encomenda normal ou Sedex, com Aviso de Recebimento (AR), para o endereço da secretaria responsável. Os documentos devem ser postados até o dia 31 deste mês.

Link do portal: www.garanhunspe.gov.br

Fonte: Secom/PMG.

Fique de Olho Cidadão: Crimes contra a Administração Pública

Roubo:

(art. 157, do Código Penal). Ex.: um indivíduo assalta uma agência da CEF (empresa pública federal).

Estelionato:

(art. 171, do CP). Trata-se de uma das infrações mais freqüentes apuradas pelo MPF. Estelionato consiste na obtenção de vantagem ilícita, induzindo alguém a erro, com a utilização de algum meio ardiloso, fraudulento. Ex.: a inserção de informação falsa nos documentos apresentados perante o INSS para a obtenção de benefício previdenciário indevido (um dos crimes de maior ocorrência no País).

Moeda falsa:

(art. 289, do CP). Interessante registrar que, se a falsificação for grosseira, o crime não será de moeda falsa, mas de estelionato, e a competência será da Justiça Estadual.

Peculato:

(art. 312, do CP). É o delito cometido por funcionário público que usa o cargo para apropriar-se ou desviar dinheiro, valor ou bem público, em proveito próprio ou de terceiros. Ex.: caso Marka-FonteCindam - funcionários do Banco Central, entre eles um ex-presidente e diretores da instituição, foram condenados por esse crime pelo juízo da 6ª Vara Federal do Rio - os funcionários teriam, na operação de socorro aos bancos Marka e Fontecindam, desviado dinheiro público em favor de terceiro. No caso da obra superfaturada do TRT paulista, também houve prática de peculato.

O funcionário público que manda um subalterno fazer serviços particulares, como por exemplo, pintar sua casa, comete crime?

Não. Essa conduta caracteriza apenas ato de improbidade administrativa. Mas se for praticada por prefeito, haverá o crime específico do art. 1º, II, do Decreto-Lei nº 201/67.

Corrupção ativa:

(art. 333, do CP) e passiva (art. 317, do CP). Corrupção ativa é quando alguém oferece a servidor público algum tipo de vantagem para que este deixe de praticar ato próprio de seu dever de ofício; corrupção passiva é quando o servidor público pede ou recebe vantagem indevida em razão do cargo que ocupa. Uma variação da corrupção ativa é a corrupção privilegiada (art. 317, § 2º), que ocorre quando o funcionário público não visa obter vantagem; ele pratica, retarda ou deixa de praticar ato com infração de dever funcional cedendo a pedido ou infl uência de terceiro.

Concussão: 

(art. 316, do CP). Esse crime é semelhante à corrupção passiva; a diferença é que, na concussão, o funcionário público constrange, exige a vantagem indevida. A vítima, temendo represália, cede à exigência. É um crime, por isso, mais grave do que a corrupção passiva. Ex.: o policial federal que exige dinheiro para não prender ou para não instaurar inquérito.

O fiscal da Receita Federal que recebe propina para não lavrar multa contra um contribuinte incorre em que tipo de crime: corrupção ou concussão?

Em nenhum deles, porque essa conduta é especificamente prevista pela Lei nº 8.137/90, que trata de crimes contra a ordem tributária. No Direito, a lei especial prevalece sobre a lei geral. Por isso, se o art. 3º da Lei 8.137/90 considera crime funcional o ato de exigir, solicitar, receber ou aceitar promessa de  vantagem indevida para deixar de lançar ou cobrar, no todo ou em parte, tributo ou contribuição social, ele prevalece sobre as normas do Código Penal.

Prevaricação

(art. 319, do CP). Consiste em retardar ou deixar de praticar, indevidamente, ato de ofício, ou praticá-lo contra a lei, para satisfazer interesse ou sentimento pessoal. Na prevaricação, o funcionário público não recebe qualquer vantagem (o que seria corrupção passiva); nem atende a pedidos de terceiros (o que seria corrupção privilegiada). Ele age para satisfazer, geralmente, sentimento pessoal, que diz respeito a sua subjetividade (o modo como ele entende ou se sente em relação a pessoas ou fatos). Ex: delegado que nunca instaura inquérito policial para apurar o crime de furto, porque acha que isso é pouco grave.

Advocacia administrativa:

(art. 321, do CP). Ocorre quando o funcionário, valendo-se de sua qualidade de funcionário e da amizade ou prestígio no ambiente de trabalho, defende interesse alheio, privado, perante a administração pública.
Tráfico de influência:

(art. 332, do CP). Ocorre quando alguém, gabando-se de influência junto a funcionário público, pede, exige, cobra ou recebe qualquer vantagem, material ou não, para influenciar tal funcionário a praticar um ato que beneficiará terceiro.

Nota: 1ª) se o autor do crime realmente gozar de influência junto ao funcionário e fizer uso dessa influência, então o crime será de corrupção ativa e passiva, e não de tráfi co de influência. 2ª) Se o autor do crime pede a vantagem para infl uenciar especifi camente atos judiciais a serem praticados por juiz, membros do Ministério Público, funcionário da justiça, testemunhas, dentre outros, o crime será de exploração de prestígio(art. 357, do CP).

Emprego irregular de verbas ou rendas públicas:

(art. 315, do CP). Nesse delito, o funcionário público não se apropria das verbas públicas em seu benefício ou no de terceiros; na realidade, ele as emprega em benefício da própria Administração, mas com fi m diverso daquele que foi estabelecido em lei.

Nota: a competência aqui pode ser estadual ou federal, ainda que a verba seja federal. O critério utilizado pelos tribunais é o seguinte: se a verba da União foi repassada e incorporada ao patrimônio do Município, a competência é da Justiça Estadual. Mas, quando se tata de desvio de verba relativa a convênios, sujeita, portanto, à prestação de contas perante órgão federal (TCU, Ministérios), a competência é da Justiça Federal, com atuação do MPF.

A pessoa que exerce temporariamente cargo público, sem vínculo definitivo com o órgão, também pode ser enquadrada nesses crimes?

Sim. A lei, para proteger o patrimônio público e a moralidade administrativa, previu todas as situações. Assim, “considera-se funcionário público, para os efeitos penais, quem, embora transitoriamente ou sem remuneração, exerce cargo, emprego ou função pública” (art. 327, do CP), equiparando-se a funcionário público também as pessoas que atuam nas entidades paraestatais e quem trabalha para empresa prestadora de serviço contratada ou conveniada para a execução de atividade típica da Administração Pública.

Nota: além dos crimes cometidos por funcionários públicos ou particulares contra a Administração, o MPF também atua na persecução aos que praticam crimes contra os próprios funcionários públicos no exercício de suas funções. Um caso de grande repercussão foi o assassinato dos fi scais do trabalho ocorrido no município mineiro de Unaí, em janeiro de 2004, processado pela 9ª Vara da Justiça Federal em Belo Horizonte, com atuação dos procuradores da República daquele estado.

Todo crime cometido contra servidor público federal deve ser julgado pela Justiça Federal?

Não. A Justiça Federal só julga crime contra funcionário público federal se tiver sido cometido em razão da função que essa pessoa exerce. Se, por exemplo, um servidor do INSS for morto na rua em decorrência de um assalto, o crime será julgado pela Justiça Estadual e não pela Federal, embora ele seja um servidor público federal.

Contrabando ou descaminho:

(art. 334, do CP). Contrabando é a exportação ou importação clandestina de mercadorias cuja entrada ou saída do país é proibida; descaminho é o delito que consiste em deixar de pagar os impostos devidos pela importação ou exportação de uma mercadoria cuja entrada no país é permitida. Ex.: a entrada, no país, de armas e drogas caracteriza contrabando; a entrada de produtos eletrônicos, via “sacoleiros do Paraguai”, numa quantidade acima da cota fi xada pela Receita Federal, é crime de descaminho.

Uso de passaporte falso

(art. 308, do CP). O crime por uso de passaporte falso ou a inserção de visto consular falso no passaporte é de competência da Justiça Federal.

Nota: a emigração que consiste na ida para o México e travessia da fronteira para entrada nos EUA não confi gura crime, a menos que sejam utilizados passaportes e/ou vistos falsifi cados.

Rádios clandestinas. A autorização de funcionamento para veículos de radiodifusão é dada pela União:

(art. 21, XII, a, da Constituição Federal). Pratica crime quem instala ou utiliza serviço de radiodifusão clandestinamente, ou quem, ainda que autorizado, utiliza-o com condições técnicas alteradas, sem o conhecimento da Anatel (art. 70 da Lei 4.117/62 e art. 183 da Lei no 9.472/97).

Crimes contra a ordem tributária

(Lei 8.137/90). Dizem respeito a todas as condutas praticadas com o objetivo de sonegar tributos federais. Essa lei previu penas mais severas para funcionários públicos responsáveis por serviços de natureza fi scal que pratiquem atos de corrupção ou concussão.

Crimes contra a Previdência

Os crimes previdenciários, além do crime de estelionato de que falamos no item 2, abrangem ainda - a apropriação indébita (art. 168-A, do Código Penal): ocorre quando o empregador deixa de repassar à Previdência as contribuições recolhidas de seus empregados; e - a sonegação de contribuição previdenciária (art. 337-A, do CP): ocorre quando o empregador deixa de pagar, ou reduz o valor, de contribuição previdenciária. Por exemplo, um empregador omite da folha de pagamentos da empresa os nomes de trabalhadores que ali prestam serviço.

Crimes ambientais:

(Lei 9.605/98). Competência será federal quando os crimes forem praticados em áreas protegidas pela União ou de interesse da União, como as APAs (Áreas de Proteção Ambiental que tenham sido criadas por lei federal) e os rios de divisa entre estados (ex.: o acidente ocorrido com um depósito de rejeitos da empresa Cataguases, que poluiu o rio de mesmo nome, causando danos em Minas Gerais e Rio de Janeiro). Também constitui crime ambiental a extração de areia e de outros minerais do subsolo, já que este, pela Constituição, pertence à União.

Denúncias clique no link abaixo:

http://www.mp.pe.gov.br/mppe/ultimas-noticias/92-denuncias-on-line

Fonte: http://www.prce.mpf.mp.br/conteudo/nucleos/criminal/crimes/inicial/crimes-contra-administracao-publica

Capoeiras (PE): Paróquia realiza Romaria de Frei Damião, dias 27 e 28 de maio

No próximo final de semana, dias 27 e 28/05/2017, a paróquia de São José, de Capoeiras – PE, homenageia Frei Damião de Bozzano com uma romaria. Sob a coordenação do novo pároco Mons. José Augusto, o evento religioso que até o ano passado se chamava “Festa de Frei Damião”, em 2017, passou a se chamar, “Romaria de Frei Damião”. A Romaria acontece na Serra do Quati, localizada a cerca de mil metros do centro da cidade, local onde há um monumento em homenagem ao padre Capuchinho que tantas vezes esteve na cidade Capoeiras realizando suas famosas “Missões de Frei Damião”. Após a Missa de encerramento no domingo (28), haverá um arrastão puxado por um trio elétrico com musicas católicas.

CONVITE DA PARÓQUIA:

A paróquia de São José, em Capoeiras – PE, na Diocese de Garanhuns tem a grande alegria, de convidar vossa senhoria e família, para mais uma Romaria ao Monumento Frei Damião, a realizar-se nos dias 27 e 28/05/2017, Ano Mariano, por ocasião dos 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida, nas águas do Rio Paraíba, aqui no Brasil; do ano do Centenário das Aparições de Nossa Senhora de Fátima aos três pastorinhos, em Portugal e da Comemoração dos 20 anos da última Missão de Frei Damião em Capoeiras – PE.

Este ano nossa Romaria será ao mesmo tempo uma homenagem, aquele, que por 45 anos foi “O Grande Pároco de Capoeiras”, Mons. Geraldo Batista de Lima, de saudosa memória, que recentemente foi chamado à Casa do Pai. Ele grande companheiro de Frei Damião, nas Santas Missões e grande incentivador e organizador da romaria para o monumento a Frei Damião em Capoeiras – PE. Vamos celebrar com fé, esperança, amor, alegria e gratidão!

Capoeiras – PE, maio de 2017

Mons. José Augusto – 2º Pároco
E Equipe Organizadora da Romaria ao monumento Frei Damião.

Programação:

Sábado, 27/05:

19h – Recitação do Terço de Nossa Senhora
19H – Santa Missa. Procissão com a imagem de Nossa Senhora Aparecida até a Matriz, para cantar a ladainha.

Domingo, 28/05:

08h – Confissões e Recitação do Rosário
10h – Santa Missa
11h – Adoração do Santíssimo Sacramento, seguida da Benção.
15h – Recitação do Rosário
16h:30m – Santa Missa seguida de arrastão jovem com um Trio Elétrico até a matriz com louvor com Ministério Jovem da RCC de Capoeiras e Equipe RCC Diocesana até as 20h

Fonte: https://blogcapoeiras.blogspot.com.br/2017/05/paroquia-de-capoeiras-realiza-romaria.html

terça-feira, 23 de maio de 2017

Paulo Câmara discute parcerias com Dirigentes Lojistas de Pernambuco


O governador Paulo Câmara recebeu, nesta terça-feira (23.05), no Palácio do Campo das Princesas, representantes Federação das Câmaras dos Dirigentes Lojistas de Pernambuco (FCDL-PE) para discutir assuntos de interesse do comércio em Pernambuco. Na ocasião, os gestores conversaram sobre políticas tributárias e possíveis novas parcerias com a Secretaria de Defesa Social, visando o reforço da segurança nos principais centros comerciais do Estado. Outras duas reuniões com a Secretaria da Fazenda e com a SDS serão realizadas, em breve,  para a formalização das ações.

Também participaram do encontro o vice-governador e secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Raul Henry; os secretários estaduais Marcelo Barros (Fazenda) e Angelo Gioia (Defesa Social); o deputado estadual Tony Gel; o presidente da FCDL-PE, Adjair Soares; o presidente da CDL Recife, Eduardo Catão;  o presidente da CDL Caruaru, Márcio Porto; o presidente da CDL Garanhuns, Luiz Carlos Andrade; a presidente da CDL Timbaúba, Maria Edileuza Pedrosa; o coronel da CDL Recife e FCDL-PE, Eduardo Oliveira; e o consultor de projetos da FCDL-PE Wamberto Barbosa.

Fonte: http://www.pe.gov.br/blog